Anúncio
Google search engine
Google search engine
InícioBlogPT faz encontro protocolar, com presente, passado, recados e contradições.

PT faz encontro protocolar, com presente, passado, recados e contradições.

“E o que há algum tempo era jovem novo, hoje é antigo…” Belchior

O Partido dos Trabalhadores realizou neste domingo (29), em Natal, o Encontro de Estratégia Eleitoral 2022, onde reuniu cerca de 130 delegados e delegadas eleitos no último PED (Processo de Eleições Diretas do PT). O encontro serviu para legitimar a tática das eleições 2022 que já estava definida antes mesmo do evento de ontem.

A única unidade entre os delegados presentes ao encontro era a reeleição da governadora Fátima Bezerra, mas o caminho adotado pela maioria foi a principal divergência: a aliança com a oligarquia Alves.

Em seu discurso, a governadora Fátima Bezerra lamentou o que estava sendo aprovado; as substituições de Jean-Paul por Carlos Eduardo Alves no Senado e o leal Antenor Roberto, do PCdoB, por Walter Alves, do MDB, na vice.

“Evidentemente e eu tenho colocado aqui e sei que Walter e Carlos Eduardo compreendem que se fosse pelo meu desejo, se fosse pelo meu coração o candidato ao Senado seria Jean Paulo e o vice Antenor Roberto, digo isso aqui com toda tranquilidade”, justificou. “Eu faço política com pé no chão e trabalho pensando num projeto coletivo. Jean Paul merece todo o meu carinho pela representação que tem no Senado da República. O que dizer do meu querido Antenor Roberto com toda sua lealdade”, acrescentou.

É sabido que Fátima não queria, mas o peso decisivo na escolha de Walter Alves como vice, para além das chantagens do presidente da Assembleia Legislativa, foi a articulação do senador e ex-presidente do congresso nacional, o mdbista Renan Calheiros, junto à Lula na promessa de levar toda a bancada do MDB do nordeste a apoiar a candidatura do petista à presidência da República já no primeiro turno.

A escolha do ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, como candidato ao senado federal em substituição ao senador Jean-Paul Prates, foi uma opção tática do núcleo político do governo, contra a posição solitária da deputada federal Natália Bonavides e seu grupo.

Registre-se que Natália Bonavides foi a única parlamentar do partido a divergir da substituição de Jean pelo ex-prefeito de Natal.

Veja mais alguns trechos do discurso da Governadora no encontro do Partido dos Trabalhados

“Nem Lula, nem nós acreditamos que as divergências irão se dissipar por meio simplesmente de uma aliança. Não há nessa posição nenhuma ingenuidade”, dissse Fátima Bezerra em claro recado a Walter Alves, que é adepto de golpes, a exemplo de 2016, e que passará, com a reeleição da governadora, a assumir o topo na linha sucessória ao governo do estado.

“O que há é um chamado à união dos que defendem a democracia”, prossegue a governadora em seu discurso. Obvio, democracia não é uma paixão dos Alves, que esteve ao lado do golpe de 2016, contra a democracia, na eleição de Bolsonaro, em 2018 e segue, até os dias de hoje, linha auxiliar das políticas bolsonaristas no congresso nacional votando, em todas as matérias e projetos de retirada de direitos dos trabalhadores e da soberania nacional.

“No RN temos um futuro que já começou. E a aprovação, neste encontro de tática, da chapa com Carlos Eduardo para o senado e com Walter Alves para vice, é um passo muito importante para seguirmos disputando os rumos da história”, difícil falar em futuro com Alves em dois dos principais postos de comando político do estado, um ao senado federal e o outro a vice-governador, representantes da mais longeva oligarquia do Rio Grande do Norte.

* Ibero Hipólito, editor do ne360

ARTIGOS RELACIONADOS

1 COMENTÁRIO

  1. Espero está errada, mas acredito que vamos amargar num futuro bem próximo o pecado de estarmos trazendo a oligarquia Alves de volta ao cenário político do RN. E em postos/posições muito importante, em nome da democracia nacional que os Alves nunca respeitaram e não respeitaram no futuro. Os Alves e o MDB já provaram que são fisiológicos, querem o poder a todo custo e são conhecidos em amputar direitos dos trabalhadores. São traidores dos trabalhadores. Como petista que sempre fui desde que me entendo por gente só tenho a lamentar que seja através do meu querido PT que essa corja traidora vai estar de volta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Comentários Recentes

- Anúnio -
Google search engine

Mais Populares

Receba notícias
NE 360
Assinar!
Não enviaremos spam. Seus dados protegidos.